26/10/2017

III CONGRESSO DO PROJETO RONDON MOVIMENTA A UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

Projeto ofereceu atividades durante toda a tarde de quarta-feira

As atividades de pesquisa e extensão do Projeto Rondon ocuparam toda a tarde desta quarta-feira (25) na Universidade de Brasília (UnB). Após a abertura oficial pela manhã, os participantes puderam aproveitar oficinas, mesas redondas e apresentações orais e de pôsteres feitas por alunos de todas as partes do Brasil.

A primeira mesa redonda, “Rondon de ontem”, composta pelos professores Manuel Pereira de Andrade e Joana Maria Braga e pelo General Bini Pereira, tratou do passado, da trajetória e de como o projeto foi significante para a população carente. “Éramos um órgão pequeno, mas chegamos aonde o governo não chegou”, ressaltou Joana. Convidados destacaram a importância dos rondonistas nas comunidades e como essa experiência mostrou que eles poderiam sair do seu âmbito de estudo.

Alunos de diversas universidades participaram das apresentações orais, mostrando seus trabalhos de conclusão de curso (TCCs), sobre saúde, formação universitária e representação negra, todos inspirados nas ações feitas com o Rondon. No mezanino do ICC Sul, foram expostos 18 pôsteres sobre projetos realizados nas missões.

A graduanda em ciências biológicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Elizandra Souza, já participou de ações em dois municípios e, no último, elaborou projeto com vassouras de garrafa PET. “A gente viu uma carência muito grande com os moradores do lixão, que não tinham muita renda e a gente propôs fazer essa oficina em que o próprio prefeito levou os catadores de lixo”, conta a estudante. O trabalho foi tão efetivo que ainda é ensinado na comunidade.

Ao longo dos mais dois dias de evento, serão apresentadas outras oficinas e rodas de conversa, focadas no Rondon de hoje e do futuro. O objetivo é engajar os estudantes, perpetuar a lição, os valores e as experiências de quem já participou do projeto. A ideia, repetida pelas autoridades e rondonistas ao longo do dia, é a de conhecer o passado, discutir o presente e esperançar o futuro. 

 

 

Texto: Pollyana Fonseca

Foto: Catarine Torres

 

Fonte: Coordenação-Geral do Projeto Rondon

Compartilhe Imprimir

RONDON

Ministério da Defesa - Esplanada dos Ministérios
Bloco Q - Cep: 70.049-900 - Brasília/DF

Fale Conosco

MINISTÉRIO DA DEFESA