10/07/2017

OPERAÇÃO CINQUENTENÁRIO: RONDONISTAS PARTEM PARA OS MUNICÍPIOS

UPF e Unilasalle a bordo das embarcações da Marinha, em direção às comunidades ribeirinhas do Baixo Madeira.UPF e Unilasalle a bordo das embarcações da Marinha, em direção às comunidades ribeirinhas do Baixo Madeira.

        A alvorada festiva no 5° BEC marcou a partida dos Rondonistas no último domingo, 09 de julho, para os quinze municípios participantes da Operação Rondônia Cinquentenário, no estado de Rondônia.

        O time dos 310 amarelinhos já estava em Porto Velho desde terça-feira, 04 de julho, e domingo cada um dos municípios recebeu as duas equipes, de diferentes conjuntos e IES. Alguns dos distritos só podem ser acessados através de barcos, e para tornar esse acesso possível a operação conta com o suporte da Marinha, reforçando o importante papel das Forças Armadas Brasileiras para a viabilização do Projeto Rondon.

        A ansiedade dos alunos que passaram pela ambientação está perceptível em cada gesto durante os treinamentos e oficinas realizadas. Nina Bernardes Trolly é estudante da La Salle, no Rio de Janeiro e ela vai atuar nas comunidades do Baixo Madeira, com o suporte de embarcações da Marinha. Ela se diz muito ansiosa com a Operação: “Estou animada porque nossa equipe tem muito a contribuir com esse pessoal. Estamos nos preparando há muito tempo, estudamos a fundo estas comunidades ribeirinhas”.

Comandante da 17ª Infantaria de Selva, general Leal.Comandante da 17ª Infantaria de Selva, General Leal.

        O Comandante da 17ª Infantaria de Selva, general Leal, diz que a partir de domingo os Rondonistas vão conhecer comunidades carentes, onde qualquer ajuda faz a diferença. Ele ainda dá um recado para todos: “Boa sorte, muita paciência. Daqui a quinze dias vocês voltarão realmente diferentes de como estão agora”. O gen Leal ainda ressalta que o Brasil da Amazônia é muito diferente do Brasil centro-sul e diz que o trabalho dos Rondonistas já começou. O Exército Brasileiro deu o suporte necessário durante toda a estadia dos amarelinhos em Porto Velho e agora, mesmo de longe, ainda mantém esse contato e suporte: “Em nosso período de ausência, vocês talvez não nos vejam, mas nós estaremos presentes”, destaca ele.

        A despedida de todos aconteceu na hora do café da manhã, onde eles foram para municípios e distritos, seja de ônibus ou barco. Os Rondonistas voltam a se encontrar apenas no dia 21 de julho, quando a operação termina, novamente no 5° BEC e voltam para casa entre os dias 23 e 24 de julho, novamente com o avião da Força Aérea Brasileira.

Fonte: Coordenação-Geral do Projeto Rondon

Compartilhe Imprimir

RONDON

Ministério da Defesa - Esplanada dos Ministérios
Bloco Q - Cep: 70.049-900 - Brasília/DF

Fale Conosco

MINISTÉRIO DA DEFESA