14/11/2017

Confira o discurso de despedida do Coordenador-Geral do Projeto Rondon

Foi realizada, na manhã desta terça-feira (14), a cerimônia de transmissão de cargo do diretor do Departamento de Ensino (DEPENS), do Ministério da Defesa (MD). Quem deixa o cargo é o brigadeiro de infantaria, Augusto Cesar Amaral, que estava há dois anos na função de diretor e também como Coordenador-Geral do Projeto Rondon, e agora vai retornar à Força Aérea Brasileira.

O brigadeiro Cesar foi sucedido, provisoriamente, pelo vice-almirante fuzileiro naval Paulo Martino Zuccaro que permanecerá na função até o dia 14 de dezembro. Neste período, ele acumulará as funções de diretor do Departamento de Ensino e diretor do Departamento de Desporto Militar (DDM), do Ministério da Defesa (MD). 

Foto: Alexandre Manfrim

A cerimônia foi prestigiada pelos integrantes do Departamento de Ensino, além de membros de outros departamentos da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (SEPESD) e também por representantes do Instituto Rondon, do Comitê de Orientação e Supervisão do Projeto Rondon (COS) e pelo professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Edmilson Klen, que representou os professores-rondonistas. 

Foto: Alexandre Scholtz

 

Confira na íntegra, o discurso de despedida do brigadeiro de infantaria Augusto Cesar Amaral.


Foto: Alexandre Manfrim

"Ao me despedir do Departamento de Ensino, sinto um misto de felicidade e tristeza.

Felicidade por considerar que realizamos um bom trabalho.

Trabalho, este, fruto da dedicação e empenho de uma equipe muito competente nos seus afazeres.

E tristeza, por ter de deixar o convívio diário com pessoas que sempre me dedicaram atenção e procuraram compreender minhas falhas e acertos.

Desde 2015, inicialmente sob a orientação do General Silva e Luna, Secretário – Geral, e logo em seguida sob o comando seguro do Tenente Brigadeiro Machado, Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto, procurei conduzir o DEPENS na trilha do Objetivo Nacional de Defesa número oito - “Ampliar o envolvimento da sociedade brasileira nos assuntos de Defesa Nacional”.

As três divisões do DEPENS dirigem seus esforços para a consecução desse mesmo objetivo.

A Divisão de Ensino com foco na regulamentação dos estudos de defesa e interação do ensino militar, interage intensamente com as três Forças por meio de suas Organizações de Ensino Superior.

A Divisão de Cooperação ao se relacionar diretamente com o meio acadêmico civil promove ações de incentivo à pesquisa e conscientização da sociedade nos temas da Defesa Nacional.

Já a Divisão de Projetos Especiais, responsável pela coordenação-geral do Projeto Rondon, aproxima a sociedade brasileira do Ministério da Defesa ao realizar com o apoio imprescindível das Forças Armadas, as Operações Rondon, com os objetivos de formação do jovem universitário como cidadão e de desenvolvimento sustentável de comunidades carentes.

Nestes dois últimos anos, muitos foram os eventos realizados: reuniões de ensino, cursos de extensão, congressos acadêmicos, concursos diversos e operações Rondon.

Atividades que nos permitiram consolidar boa parte do trabalho iniciado por aqueles que nos antecederam e progredir.

Dirigimos nossos esforços para o fortalecimento dos conceitos relacionados aos Estudos de Defesa, iniciando pela distinção entre Estudos e Ensino de Defesa, Ensino Militar e Ensino de Defesa, Segurança e Defesa Nacional, tanto no meio militar, como no meio civil.

Processos de atualização e reformulação da Política de Ensino de Defesa, do Comitê Permanente de Interação de Estudos Militares (CPIEM) e da Comissão Permanente de Ensino de Defesa (COPEDE) estão em andamento.

Incentivamos a implantação e consolidação dos Programas de Pós-Graduação das Escolas de Altos Estudos das Forças Armadas e da Escola Superior de Guerra, por considerá-los estratégicos para uma maior aproximação entre os meios acadêmicos militar e civil e o reconhecimento dos Estudos de Defesa como área de conhecimento acadêmico.

Em proveito da Academia, acompanhamos a terceira edição do Pró-Defesa, Programa de Apoio ao Ensino e à Pesquisa Científica e Tecnológica em Defesa Nacional, realizado em conjunto com a CAPES.

Quanto ao Pró-Defesa, a continuidade do programa está garantida e até meados de 2018, a quarta edição será lançada para o período de 2019 a 2022.

Frente às restrições orçamentárias, o Projeto Rondon tem procurado se renovar na busca de novas parcerias e formatos para as suas operações, aproximando-se dos órgãos federais, governos estaduais e de instituições diversas.

Em 2017, o fortalecimento do Comitê de Orientação e Supervisão do Projeto Rondon, foi uma meta alcançada. Assim como, o lançamento de uma nova campanha institucional com a modernização da marca Rondon.

Desta feita, só me resta agradecer o convívio pessoal e o apoio recebido dos membros deste Ministério e demais instituições que se relacionaram diretamente comigo e o Departamento de Ensino.

De modo especial, aos servidores militares e civis do DEPENS expresso o meu reconhecimento pelo bom trabalho realizado.

Na pessoa do Brigadeiro Machado, reforço meus votos de estima e meu muito obrigado a todos os integrantes da SEPESD.

Ao Almirante Zuccaro desejo sucesso e felicidade, nesse período de transição até a chegada do Vice-Almirante Cardoso Gomes, meu sucessor efetivo em 2018/2019.

E, encerrando minhas palavras, devido a sua importância para minha vida pessoal e profissional, enalteço minha esposa Neide, por sua dedicação ao nosso casamento e compreensão pelos longos períodos de afastamento.

Minha esposa, te amo, hoje e sempre.

 

Obrigado!"

 

 

Coordenação de Comunicação Social do Projeto Rondon

Fonte: Coordenação-Geral do Projeto Rondon

Compartilhe Imprimir

RONDON

Ministério da Defesa - Esplanada dos Ministérios
Bloco Q - Cep: 70.049-900 - Brasília/DF

Fale Conosco

MINISTÉRIO DA DEFESA