26/04/2019

Boletim Rondon 22

22/04/2019 | UFSM | Equipe da UFSM vai participar do Projeto Rondon em cidade no interior do Piauí

MATÉRIA COMPLETA

O professor Gianfábio Pimentel Franco, do Departamento de Ciências da Saúde do Campus da UFSM em Palmeira das Missões, esteve, de 7 a 13 de abril no município de Santa Rosa do Piauí (PI) para realizar a viagem precursora da Operação João de Barro do Projeto Rondon.

A cidade, que fica a cerca de 300 quilômetros de Teresina (capital do Piauí), possui aproximadamente 5 mil habitantes. Coordenador geral da proposta, o professor Gianfábio apresentou o projeto, que tem parceria com a Universidade do Vale do Paraíba (Univap). Fazem parte também do projeto o professor Leonardo Jantsch, do mesmo departamento, e a professora Silvana Cogo, do Departamento de Enfermagem do Campus de Santa Maria. A UFSM vai participar com oito alunos.

O município receberá por 12 dias dois grupos com 10 integrantes cada um. A equipe da UFSM desenvolverá no município atividades nas áreas de cultura, direitos humanos e justiça, educação e saúde. “Nós concorremos a um edital dentro da UFSM e tivemos a felicidade de sermos contemplados. Essa viagem precursora que realizei foi para ir até o local para fazer o reconhecimento no município e apresentar os cronogramas das propostas das oficinas”, explicou o professor.

A Operação João de Barro contempla 12 municípios, envolvendo 48 rondonistas voluntários de 24 instituições de ensino superior do país. A equipe da UFSM vai trabalhar na cidade de Santa Rosa do Piauí no período de 12 a 28 de julho de 2019.

Desenvolvido pelo Ministério da Defesa, em parceria com governos estaduais e municipais e instituições de ensino superior públicas e privadas, o Projeto Rondon contribui para a formação do jovem universitário como cidadão e para o desenvolvimento sustentável nas comunidades carentes.

Professor Gianfábio Franco fala na reunião com integrantes da Prefeitura de Santa Rosa do Piauí e membros do comitê responsável pela ações a serem desenvolvidas no município.

 

 

22/04/2019 | UEMG | Projeto Rondon: UEMG se prepara para a edição 2019

MATÉRIA COMPLETA

Coordenadores das equipes que atuarão no Rondon deste ano participaram da viagem precursora do Projeto, de 7 e 13 de abril, para tomarem conhecimento dos municípios que receberão as intervenções. Fez parte da equipe a docente da Unidade Passos, Sandra de Souza Pereira, que será a responsável pelos estudantes da UEMG.
A professora Sandra Pereira participou do Rondon quando era aluna, em 2007, e lembra da experiência como uma das melhores de sua vida. De volta ao projeto agora, em 2019, ela não esconde o entusiasmo: “Vamos para capacitar pessoas, mas a verdade é que somos nós que retornamos com grandes aprendizados”.
O time da UEMG, representada neste ano pela Unidade Passos e com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão, fará sua atuação no município de Novo Oriente. A equipe é composta por duas professoras do curso de Enfermagem e oito alunos dos cursos de Biomedicina, Comunicação Social, Direito, Enfermagem, Medicina, Pedagogia e Serviço Social, que desenvolverão atividades relacionadas ao chamado Conjunto A correspondente aos eixos de saúde, cultura, educação, direitos humanos e justiça.
A Operação João de Barro, como foi batizada a edição 2019 do Projeto Rondon, irá percorrer 12 cidades do Piauí, no mês de julho. Nesse primeiro contato, em abril, os coordenadores se reuniram os secretários municipais, diretores, professores e demais líderes comunitários para apresentar as propostas de atividades.

 

 

22/04/2019 | Palmeira News | Professor da UFSM-PM apresenta, no Piauí, as ações da operação João de Barro do Projeto Rondon

MATÉRIA COMPLETA

O professor Gianfábio Pimentel Franco, do Departamento de Ciências da Saúde do campus da Universidade Federal de Santa Maria de Palmeira das Missões, esteve dos dias 7 a 13 de abril no município de Santa Rosa do Piauí, no Piauí, para realizar a viagem precursora da Operação João de Barrodo Projeto Rondon.

A cidade, que fica a cerca de 300 quilômetros da capital Teresina, possui aproximadamente 5 mil habitantes. O professor Gianfábio, coordenador geral da proposta, apresentou o projeto que tem parceria com a Universidade do Vale do Paraíba - UNIVAP. Fazem parte também do projeto o professor do Departamento de Ciências da Saúde de Palmeira das Missões, Leonardo Jantsh e a professora do Centro de Ciências da Saúde docampus Santa Maria, Silvana Cogo. A UFSM irá participar com 8 alunos.

O município receberá por 12 dias dois grupos com 10 integrantes cada. A equipe da UFSM desenvolverá no município atividades nas áreas de cultura, direitos humanos e justiça, educação e saúde. “Nós concorremos a um edital dentro da UFSM e tivemos a felicidade de sermos contemplados. Essa viagem precursora que realizei foi para ir até o local para fazer o reconhecimento no município e apresentar os cronogramas das propostas das oficinas”, explicou o professor.

A Operação João de Barro irá contemplar 12 municípios, envolvendo 48 rondonistas voluntários de 24 instituições de ensino superior do país. A equipe da UFSM irá trabalhar na cidade de Santa Rosa do Piauí, no Piauí, de 12 a 28 de julho de 2019.

 

 

24/04/2019 | UFAM | Núcleo Rondon na Ufam divulga o resultado final de candidatos selecionados para a Operação Vale do Acre

MATÉRIA COMPLETA

Ao todo 19 estudantes da Ufam, de 42 inscritos de diferentes cursos de graduação, foram selecionados para participarem do Projeto Rondon Nacional, Operação Vale do Acre, que ocorrerá no município Porto Acre, no Acre, no período de 5 a 21 de julho de 2019 (Confira a relação).

Com o resultado final em mãos, a próxima etapa dos selecionados são o treinamento e as aulas com profissionais, com duração de aproximadamente 2 meses e meio, para trabalharem os temas aprovados na proposta de trabalho da Ufam dentro da operação: Educação, Direitos Humanos & Justiça, Saúde e Cultura. Os estudantes irão desempenhar a função de titular e suplente na operação.

Todos preparam oficinas e participam do programa de capacitação igualmente. A única diferença é que o titular viaja para a operação em campo, enquanto os suplentes ficam em Manaus, a postos de serem convocados, caso algum titular desista, seja removido ou fique doente”, explica o professor Rafael Salgado, coordenador do Projeto Rondon na Ufam.

A professora presidente da seleção de candidatos, Jaila Borges, destacou o empenho do núcleo em atender as expectativas e projeções dos estudantes diante de uma grande operação. “A seleção dos candidatos é uma tarefa de grande importância. Toda a equipe tem um compromisso com pessoas, com toda uma comunidade que, sem dúvida alguma, tem uma expectativa para a chegada da equipe e todo o trabalho que será realizado. O processo de seleção em si é permeado de expectativas e projeções de como será a desenvoltura e o desempenho de toda a equipe durante a realização da operação. O intuito é que tenhamos, sempre, ações exitosas, que venham de encontro com a comunidade que será assistida naquele município”.

 

 

25/04/2019 | Band News FM | Universitários da PUCPR são selecionados para Projeto Rondon, que será realizado no nordeste do País

MATÉRIA COMPLETA

Universitários de uma instituição paranaense foram selecionados para participar de uma iniciativa coordenada pelo Ministério da Defesa. É o Projeto Rondon, que tem como objetivo contribuir com o desenvolvimento sustentável, o bem-estar social e a qualidade de vida em comunidades carentes, por meio das habilidades que são desenvolvidas nas universidades.

Neste ano, as atividades serão realizadas no mês de julho e vão contar com a participação de 18 estudantes da PUCPR, que inscreveram propostas selecionadas pelo projeto. Os acadêmicos foram divididos em grupos como: meio ambiente, tecnologia, produção e trabalho; cobertura jornalística e produção de conteúdo – o que ocorre pela primeira vez.  Doze cidades do Piauí, no nordeste brasileiro, serão atendidas pelo projeto.

O professor Marcos Zablonski, responsável pela coordenação das equipes da PUCPR, explica que o projeto é baseado na contribuição que os estudantes podem trazer às regiões que tem baixo Índice de Desenvolvimento Humano. 

Os jovens que integram o projeto têm a possibilidade de conhecer novas realidades. Levando à campo o que aprenderam em sala de aula, eles conseguem desenvolver iniciativas inovadoras.

As consequências das ações nas cidades são significativas. Como os estudantes procuram capacitar os gestores, os líderes comunitários e os moradores que buscam nas oficinas uma oportunidade de aprender, o efeito acaba sendo multiplicador.


Fonte: Coordenação de Comunicação Social do Projeto Rondon

Compartilhe Imprimir

RONDON

Ministério da Defesa - Esplanada dos Ministérios
Bloco Q - Cep: 70.049-900 - Brasília/DF

Fale Conosco

MINISTÉRIO DA DEFESA